Branco

(...)  

a p√°gina em branco 
continua em branco...

apesar da √Ęnsia de querer 
confessar, por interm√©dio 
das palavras, todo o sentimento
que pulsa sem parar

a p√°gina em branco
continua em branco...

porque, talvez, 
n√£o h√° palavra 
nem verso ou poesia
capaz de suportar, 

 neste instante-j√°, 

o peso 
e a intensidade 
do verbo sentir.

Escrito por Aline Goulart
Quando a palavra falta... 

5 coment√°rios :

  1. Mas é com o peso e a intensidade do verbo sentir que um poeta se distingue dos outros e encherá com brilho todos os sentidos do verbo sentir numa página em branco
    abraço

    ResponderExcluir
  2. Sentimentos fortes...Lindo poema!
    FELIZ P√ĀSCOA pra ti e todos teus! bjs, chica

    ResponderExcluir
  3. √Č t√£o belo que nos rouba qualquer possibilidade de coment√°rio para muito al√©m desta pr√≥pria confiss√£o: amamos. O que colocaste num poema, o que colocas em cada um deles, √© o que a vida √©. Mas tens um modo extraordinariamente belo de diz√™-lo. Un abbracio

    Luc

    ResponderExcluir
  4. Quando o sentir se sobrep√Ķem √†s palavras...
    H√° momentos assim... que n√£o conseguimos expressar...
    E tu o disseste muito bem, neste belíssimo poema... que adorei ler!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderExcluir

Layout e conte√ļdo por Aline Goulart.
Todos direitos reservados © 2012-2017.
| Voltar para o topo |